Websérie Mitos do Agro desvenda temas polêmicos do agronegócio

Vídeos inéditos serão divulgados nas redes sociais da Bayer e no site da Rede AgroServices ao longo do ano de 2019


A digitalização é um caminho sem volta. Os agricultores estão cada vez mais conectados e fazem uso de computadores, smartphones e tablets para pesquisas e compras online. “O produtor rural está digitalizado, ele procura vídeos e busca informações na internet antes de decidir o que vai plantar ou comprar. Ele quer uma informação rápida e aprender de forma dinâmica sobre novos conteúdos”, afirma Richard Brito, Coordenador de Marketing da Bayer. Pensando nisso, a Rede AgroServices se propõe a difundir informações de qualidade por meio de vídeos que auxiliem na rotina do agricultor e, para tanto, criou a websérie Mitos do Agro, iniciativa criada para elucidar temas polêmicos no agronegócio.

Os porta-vozes escolhidos pela Bayer para essa missão de quebrar os mitos do agro foram profissionais que exercem um importante papel no agronegócio. A Rede AgroServices convidou influenciadores indicados pelas equipes de campo da Bayer para a gravação da primeira temporada, composta por 12 vídeos, que serão divulgados no site da Rede AgroServices e nas redes sociais da Bayer no Facebook e YouTube.

Eles são engenheiros agrônomos e agrícolas, especialistas em pragas e doenças, pesquisadores, consultores de mercado, técnicos em maquinário, entre muitas outras posições. Independentemente do ramo de atividade, esses profissionais apoiam os produtores com um conhecimento técnico valioso e merecem ser cada vez mais ouvidos. “O influenciador também precisa se digitalizar e ganhar relevância para passar a informação adiante e ajudar o produtor a se desenvolver”, afirma Brito.

 

Mitos do Agro

O principal objetivo do projeto Mitos do Agro é tratar temas delicados, que são pouco discutidos pelo setor do agronegócio e ainda podem gerar desconforto. A série lança luz sobre esses problemas e promove um rico debate entre influenciadores e internautas. Os produtores rurais podem se aprofundar nos temas trabalhados e encontrar soluções para resgate na Rede AgroServices. “As pessoas podem acompanhar essa série de vídeos, comentar, contar os temas que querem assistir”, afirma o Coordenador de Marketing da Bayer.

De acordo com Brito, os influenciadores tiveram liberdade para escolher temas relevantes e dúvidas frequentes no campo. “O legal é que são vídeos bem rápidos que passam a informação de maneira bem intuitiva, com formato lúdico e estrutura bem simples”, diz Brito. Além disso, o coordenador revela que a Bayer vai convidar outros influenciadores para continuar com essa novidade. “Já temos programada a gravação da segunda temporada da série Mitos do Agro. A ideia é de fato gerar conteúdo de qualidade e ajudar no dia a dia do produtor.”

 

Agronegócio e performance

Um dos vídeos da série Mitos do Agro discute sobre a alta performance no agronegócio, tema desenvolvido pelo influenciador convidado Luís Eduardo Kasuya. “Eu escolhi falar sobre alta performance porque o agronegócio é muito dinâmico. Temos uma mudança drástica na agricultura. Antigamente, o produtor executava, tudo era mais operacional, ele sempre estava produzindo e não se preocupava com uma gestão mais apurada dos cálculos e algumas variáveis. Hoje, a nossa margem de lucro diminuiu muito, os desafios aumentaram, o produtor tem que lidar com uma equipe multidisciplinar”, afirma o influenciador.

Luís Eduardo Kasuya é gerente administrativo da Kasuya Inteligência Agronômica, empresa de Luís Eduardo Magalhães (BA) que desenvolve projetos com foco em aumento de produtividade e lucratividade nas culturas de soja, milho e algodão. O vídeo apresentado por ele promove uma reflexão sobre os mitos, as mudanças que estão impactando a agricultura brasileira e tendências. “O produtor tem que ter um direcionamento e um planejamento melhor. Tem que saber o momento certo de avaliar o câmbio, analisar cada talhão da fazenda de maneira personalizada e fazer ajustes finos no manejo. São muitos detalhes para gerenciar. É importante ter um planejamento antecipado e uma visão de longo prazo. Tudo que se faz hoje no solo, por exemplo, vai se refletir nos próximos anos, em até três, quatro safras”, diz Kasuya.

Mitos do Agro: startup não é coisa de fazenda?

Juntos vamos desvendar os mitos do agro e desenvolver o agronegócio. Andam dizendo por aí que startup não é coisa de fazenda, será que é verdade? O gerente administrativo da Kasuya Inteligência Agronômica  comenta sobre o perfil familiar das fazendas e o avanço tecnológico junto às necessidades dos produtores. Acesse a página do serviço e saiba mais: http://bit.ly/RedeAKasuya

Compartilhe!

COPYRIGHT © REDE AGRO S.A - Última atualização: 09/09/2019 (1.0.3225)